Génese

No dia 25 de Agosto de 1966, por despacho ministerial, foi criado em Barcelos um Liceu, funcionando como Secção Mista do Liceu Sá de Miranda, de Braga. Ainda nesse ano, começou a funcionar o Liceu com duas turmas, do 1º e 3º anos de escolaridade, em Barcelinhos, num antigo palacete pertencente à família Sá Carneiro.

Em 1967/68 já havia 1º, 2º, 3º e 4º anos de escolaridade. Em 1968/69 aumentou imenso a população escolar do Liceu, que passou a funcionar juntamente com o Ciclo Preparatório recentemente criado e, nesse mesmo ano, houve, pela primeira vez, exames de 5º ano em Barcelos. Em 1970/71, foi criado o 6º ano. Refira-se como curiosidade que, nesse mesmo ano, em Junho, o Liceu publicou uma Revista trimestral intitulada “Muralha”.

Liceu Nacional de Barcelos

Dado que, apesar disso e continuando como Secção Mista do Liceu Sá de Miranda, havia necessidade de ir a Braga para tratar de matrículas, requerimentos ou quaisquer outros documentos, foi solicitada a sua autonomização, o que veio a acontecer em 1971. Dirigiu a Escola, primeiro como vice-reitor (enquanto secção do Liceu Sá de Miranda) e depois como Reitor (como Liceu Nacional de Barcelos), o professor Ângelo Aires.

O Liceu Nacional de Barcelos acompanhou naturalmente as vicissitudes da década de 70, passando pelo 25 de Abril e pelas suas convulsões que se lhe seguiram. A seguir ao 25 de Abril, foi escolhida entre o Corpo Docente uma Comissão Directiva incumbida da direcção provisória da Escola e de que faziam parte, entre outros, os professores Ângelo Aires, Agostinho Domingues, Ema Lamela e Teresa Roriz. Entretanto, no fim desse ano lectivo, foram saindo alguns destes professores, até que, em Janeiro de 1975, foi eleita democraticamente, por voto presencial e secreto, a primeira Comissão de Gestão da Escola. Foi seu primeiro presidente, o professor Luís Manuel Leite Cunha.

A explosão escolar e a massificação do ensino então verificadas, levaram a que houvesse que procurar novos edifícios (provisórios) para ministrar as actividades lectivas, neles se incluindo o edifício da Cadeia Nova (na saída para a estrada de Viana) entretanto desactivada. O Dr. José António Torres, que presidia na altura à Câmara Municipal, concretizou a ideia.

Escola Secundária de Barcelos

Assim viveu o Liceu de Barcelos, acompanhando naturalmente as vicissitudes inerentes ao funcionamento do sistema educativo, até 1985, altura em que foi construído um edifício de raiz, transferindo-se para as novas instalações na Quinta do Bessa, espaço que hoje ocupa, como Escola Secundária de Barcelos.

O novo edifício era de tipologia T 36, sendo constituída por um Bloco Central, dois Blocos destinados a actividades lectivas e, ainda, um pavilhão Gimnodesportivo.

O Bloco Central incluía os Serviços de Administração Escolar, a sala de convívio dos alunos, o bufete, a cantina, o gabinete de Psicologia e Orientação, as salas de atendimento de Encarregados de Educação, o gabinete dos Directores de Turma e a sala de reuniões.

Nos restantes blocos situavam-se as salas destinadas a actividades lectivas, sediando num deles a Sala dos Professores e a Papelaria e no outro a Reprografia e um anfiteatro.

Instalada num local privilegiado pela situação geográfica, a marca que a evidencia, entre outras escolas do concelho e do país, é o amplo espaço arborizado – o Arboreto da Flora Autóctone de Portugal Continental. Encontra-se organizado segundo sistemas de diferenciação climática e ecológica em cinco pólos distintos: Atlântico, Termo-Atlântico, Oro-Atlântico, Mediterrâneo e Ibério. A organização dos espaços circundantes é fruto do trabalho desenvolvido pela equipa do Projecto “Arboreto de Barcelos” que visa criar áreas naturais que funcionem como espaços de educação ambiental e como laboratório vivo.

Requalificação da Escola Secundária de Barcelos

Em 2012 dá-se início à requalificação da Escola Secundária de Barcelos que havia de durar cerca de dois anos. A primeira fase das obras conduziu a algumas alterações, quer quanto à infografia, quer relativamente à localização dos serviços internos da escola.

O novo espaço teve como “ponto de partida”, e como base de tudo, o arboreto – que, recorde-se, venceu o Prémio Nacional de Ambiente 2009, atribuído pela Confederação Portuguesa de Associações de Defesa do Ambiente.

O resultado da intervenção na Escola Secundária de Barcelos deu origem a um edifício moderno e multifuncional que conta com um acréscimo de 17 mil metros quadrados de “área construída”. Os três blocos com salas de aula foram mantidos, mas reformulados. O edifício onde funcionava a cantina e a secretaria foram demolidos bem como a estrutura que se encontrava junto ao gimnodesportivo. As novas construções ficaram instaladas em duas áreas distintas, classificadas como zona “intensa” – onde se encontram as unidades de maior fluxo de pessoas, como o bar ou os campos desportivos – e a “tranquila”, esta última onde funciona, por exemplo, a biblioteca. A ligar estes dois espaços foi criada uma estrutura, intitulada de Learning Street.

Há, agora, recreios cobertos, uma nova “sala desportiva” que tem as dimensões de um campo de basquetebol e que se transforma, sempre que necessário, numa sala multiusos para vários eventos.

O edifício conta com novos laboratórios, oficinas, salas de informática apetrechadas e um auditório, virado ao lago, com capacidade para 90 pessoas.

CINQUENTENÁRIO

O cinquentenário da escola foi celebrado em 2016 com um programa recheado de eventos que contaram com a presença de vários convidados de honra, o antigo Reitor do Liceu, Dr. Ângelo Aires, o vereador da Câmara Municipal de Barcelos em 1966 e um dos grandes impulsionadores da abertura do ensino liceal na cidade, Bártolo Paiva, a vereadora do pelouro da Educação, Dra. Armandina Saleiro, a Presidente da Associação dos Antigos Alunos do Liceu, Teresa Campos, o Presidente da Assembleia Municipal de Barcelos e também antigo aluno na década de 60, Dr. Duarte Nuno Pinto, o Presidente do Conselho Geral, Dr. João Lourenço, o Presidente da atual Associação de Pais e Encarregados de Educação, José Silva, bem como outras entidades do concelho de Barcelos – União de Freguesias de Barcelos, Vila Boa, V.F. S. Martinho e S. Pedro, a Real Irmandade do Senhor Bom Jesus da Cruz, os Bombeiros Voluntários de Barcelos, o IPCA, entre tantos outros.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Projeto RelaxadaMente

                “Tu não 

ROVER, Tabuada e Quizz, na aprendizagem STEM do 1ºCiclo ao Ensino Secundário

O cálculo mental, nomeadamente a tabuada, e as aprendizagens de 

Projetos Erasmus + para o ano 2019/2020 INSCRIÇÕES

Projetos Erasmus+ para o ano 2019/2020 INSCRIÇÕES: INSCRIÇÕES PARA DOCENTES, 

PROJETOS ERASMUS + Projetos aprovados

Na imagem encontram-se todos os projetos ERASMUS aprovados para os 

ERASMUS+ Inscrições

INSCRIÇÕES PARA DOCENTES, NÃO DOCENTES, ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO E VOLUNTÁRIOS 

ERASMUS PRO “Investir na Juventude na Europa” (NOVO)

Projeto  Nº  2019-1-PT01-KA102-060533 ERASMUS PRO  “Investir na Juventude na Europa” Projeto destinado 

RoboCup Junior Euro 2019

A equipa Escola do Rio – Barcelos encontra-se a participar 

Visita de estudo | Faixa litoral e Galeria da Biodiversidade

Visita de estudo ao Porto | 10º ano As turmas 

Supertmatik de Inglês- Final Nacional

Os alunos de inglês da ESB continuam a deixar as 

Flower Power

Realizou-se, pela segunda vez na ESB, o Flower Power que 

AEB na Batalha das Flores

A Batalha das Flores, iniciativa inserida no programa das Festas 

OLIMPÍADAS PORTUGUESAS DE GEOLOGIA

As “Olimpíadas Portuguesas de Geologia” são organizadas pela Sociedade Geológica 

O Cinema está à tua espera 2019 “Tele-Sofia”

Porque o cinema forma opiniões e influencia atitudes, é fundamental 

O Cinema está à tua espera 2019 “O filme do mês”

O PNC, no seu boletim de fevereiro dá destaque às 

OFERTA FORMATIVA DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE BARCELOS

Ensino Secundário Científico-Humanístico Ciências e Tecnologias  Línguas e Humanidades  Ciências Sócio-Económicas  

Cantar na ESB

O final de cada período acontece, para muitos alunos, logo 

NO AEB TODOS QUEREMOS AJUDAR

O Agrupamento de Escolas de Barcelos, dando cumprimento à sua 

Comemoração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

O grupo 910- Educação Especial, indo de encontro ao novo 

PROJETO EUROPEU eTWINNING

Durante seis semanas do 3º período alunos de duas turmas do 

APRENDIZ DE SONHADOR

Para assinalar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, os 

Presidente da AP da ESB

Cândido Mariz

Associação de Pais - ESB

Agrupamento de Escolas de Barcelos

Avenida João Paulo II
4750-304 Barcelos

Coordenadas GPS:
41°31’43″N 8°36’48″W

Tlf: 253 809 360
Tlm: 937 705 160
Fax: 253 809 368

Correio eletrónico:
Direçãoaeb@aebarcelos.pt
Secretariasecretaria@aebarcelos.pt

ENTRE EM CONTATO

* todos os campos são obrigatórios

MAPA DE LOCALIZAÇÃO