DIA INTERNACIONAL PARA A TOLERÂNCIA

Como disse António Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas, “o mundo pode ultrapassar maiores desafios abraçando a diversidade”. Ora, num mundo globalizado, que assiste cada vez mais, ora indignado ora impávido, a manifestações de preconceito racial, religioso, sexual e cultural, é importante lembrar certos valores, por vezes latentes, como a paz, a solidariedade, a liberdade e, acima de tudo, o respeito e a aceitação do outro, do que é diferente, seja génita ou culturalmente.

É importante promover a dignidade humana, lutar contra a discriminação ou intolerância, de qualquer índole, e respeitar culturas, crenças e tradições. Ser tolerante é, antes de mais, aceitar e defender os direitos humanos básicos de cada pessoa.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, UNESCO, ressalta que num mundo marcado pelo extremismo, pelo fanatismo e pelo ódio “a tolerância nunca foi uma virtude vital”. Por isso, incentiva a agir em favor do fomento da tolerância e da educação para a tolerância.

É com este propósito que, anualmente, no dia 16 de novembro se assinala o Dia Internacional para a Tolerância, uma iniciativa da UNESCO, proclamado através da Resolução 51/95 adotada na Assembleia Geral das Nações Unidas, de 12 de dezembro de 1996. É, também, com este intento que as turmas do 11º do Curso profissional de Animação Sócio Cultural, na disciplina de Psicologia, e do 12º ano, do Curso profissional de Apoio à Infância, nas disciplinas de Área de Integração e Sociologia, quiseram celebrar a tolerância, apelando à reflexão de cada um sobre o que se passa, tantas vezes, perto de nós.

No âmbito do projeto Para quem tem um parafuso mais, o grupo de Filosofia, em parceria com a Biblioteca da escola, junta-se às turmas do 11ºANIM e 12ºAI para comemorar o Dia da Tolerância.

Esta comemoração lembra a todos nós a importância do debate sobre tolerância e intolerância, a partir de acontecimentos históricos e sociais significativos, e da leitura crítica de textos e de cartazes de sensibilização para as diversas formas de (in)tolerância.

A iniciativa teve lugar no dia 16 de novembro, no Auditório da escola, com destaque para os seguintes contributos:

– Abertura das atividades de comemoração.

– Enquadramento filosófico do tema pelo professor António Martins da Costa.

– Intervenção da aluna Débora Sá, do 11°ANIM, com a leitura crítica de excertos da obra “O tatuador de Auschwitz”, de Heather Morris.     

– Debate aberto aos alunos e professores em torno do tema da Tolerância

Comentários estão fechados.
Categoria de Notícias
EDUCAÇÃO INCLUSIVA
Consulte toda a informação importante sobre as medidas multinível de suporte à aprendizagem e à inclusão.
Aceder